Motorista de aplicativo diz que “vende experiência” com comida e cerveja em Uber – Consumo

Fábio Nogueira sabe que a propaganda é alma do negócio, por isso resolveu empreender dentro de carro. Ele se intitula como “Uber Experience”, e leva um mini bar no veículo, junto com um cardápio preparado especialmente para os passageiros escolherem o que comer ou beber durante a viagem.

“Temos cervejas, doces, amendoins, sucos, refrigerantes e tinha até sanduíche natural, mas esse tive que retirar por conta da validade”, explica. Fábio é um motorista simpático, que está concluindo o curso de Direito. Com sorriso no rosto, ele atende a todas as chamadas.

A princípio, quem o vê chegar acha estranho ter uma caixa térmica no banco da frente, porém entra no carro da mesma forma. No banco de trás, além dos cumprimentos, um cardápio é entregue para você escolha o que tiver vontade. Nas opções, tem as cervejas Budweiser e Heineken, mas se preferir algo não alcoólico, pode tomar um suco de laranja ou um refrigerante.

O preço das bebidas varia de R$ 2,50 a R$ 6,25. Outra opção é comprar aquele chicletinho ou bala para refrescar o hálito. Tem até paçoca e barra de cereal para fazer aquele lanchinho antes da viagem encerrar.

As formigas de plantão pode escolher as trufas e tem de maracujá, beijinho, brigadeiro e leite ninho. “São preparados pela minha namorada. Ela empreende na área dos doces e me ajuda com isso”, conta Fábio.

Ele era militar do exército, trabalhava com carteira assinada, porém quis se aventurar no empreendedorismo na Capital. “Virei autônomo e há cinco meses estou trabalhando como motorista de aplicativo, no qual posso empreender e agregar valores”, diz.

Nesse tempo de motorista, ele criou um perfil no Instagram com o nome Uber Experience onde faz publicações contando suas experiências a bordo e dá dicas de empreendedorismo como motorista de aplicativo. “Aqui no carro não vendo cervejas, vendo experiências”, afirma.

Fábio costuma trabalhar das 7h às 18h, de segunda a sexta. “Depois vou estudar porque esse é meu último ano do curso de Direito. Após, das 22h às 23h30 continuo rodando. Já nos fins de semana costumo tocar direto porque são os dias mais movimentados”, fala.

O passageiro é quem escolhe as músicas que vão tocar no rádio e se prefere ficar no ar condicionado ou aproveitar a brisa de fora do carro, abrindo a janela. “As viagens são curtas, duram no máximo 30 minutos”, conta.

Além das sugestões que estão no cardápio, Fábio ainda aceita dicas dos passageiros para melhorar o seu serviço. “Teve uma passageira que sugeriu colocar amendoim no menu, pois combina com cerveja e agora temos amendoim também”.

Caso alguém derrube algo que esteja comendo no carro, Fábio dá um jeitinho de limpar. Com ele não tem tempo ruim, e se o passageiro gostar da experiência e quiser pegar mais corridas com o motorista, é só entrar em contato através do Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563 (chame agora mesmo).

Comments

comments

Leave a Reply