Aeroporto, Previdência, Uber e afins – O Paraná

Aeroporto: prazo e recursos

Previstas para terminar em março, as obras do Terminal de Passageiros receberam pedido de aditivo de prazo da construtora OTT Construções, de Curitiba. Os serviços até estão dentro do cronograma, mas houve mudanças no projeto para a instalação dos fingers e também adequação estrutural para instalação de ar-condicionado em todo o prédio, um custo adicional de R$ 1,4 milhão. Com isso, a empresa que venceu o certame com a proposta de R$ 16.388.084 praticamente volta ao valor inicial da licitação. Ela havia dado um desconto de R$ 2 milhões para vencer a disputa.

Só hoje

O tempo necessário para a conclusão da obra será apresentado hoje pelo engenheiro da Secretaria de Obras Sandro Camilo Rancy, durante entrevista coletiva, às 9h, no Aeroporto. Outra novidade em relação ao complexo de investimentos para ampliação de voos é a definição da empresa que fará o pátio de aeronaves: Dalba Engenharia, no valor de R$ 6,8 milhões.

Previdência

O prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) acaba de formalizar a criação de uma comissão especial para análise de implementação da reforma previdenciária para o regime municipal. O grupo avaliará os impactos das decisões nacional e estadual e emitirá parecer sobre possíveis adequações dos regimes próprios. Serão três servidores do Paço, um da Câmara, um do Sindicato dos Professores, um do Sindicato dos Servidores Municipais, um da Associação dos Pensionistas, um do Conselho Municipal de Previdência e três do Instituto Municipal de Previdência.

Uber e afins

Na Câmara, os motoristas de transporte individuais por aplicativos – Ubers e 99, entre outros – fizeram novas cobranças que serão encaminhadas ao Executivo municipal: querem dois pontos fixos para embarque/desembarque, um no aeroporto e outro na rodoviária, visto que agora também terão que pagar taxas, igual os taxistas. Ontem, o vereador Rafael Brugnerotto (PSB) reuniu a categoria para esclarecer dúvidas. Haverá duas mudanças no texto que volta para sessão na segunda, às 9h.

Mudanças

A primeira deixa claro que o seguro a ser comprovado pode ser o mesmo arcado pelo aplicativo e a segunda sobre a identificação da vistoria de inspeção, que poderá ser removida quando o carro não estiver a serviço. A ideia é usar ventosas ou imãs. É que ainda há receio de represálias da categoria ou intimidações da concorrência. “Eles ficaram satisfeitos com a proposta, pois o projeto é referência no País. Não onera a atividade, mas a regulamenta e dá segurança aos motoristas e também aos passageiros”, afirma Brugnerotto.

Mais tempo

A empresa que executa o binário Kennedy-Recife teve que solicitar mais prazo para concluir os serviços. A prefeitura autorizou mais um mês para entregar a obra aos moradores.

Comments

comments

Leave a Reply